Kassab diz que é cedo para comemorar eventual 2º turno

O prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Gilberto Kassab (DEM), disse considerar prematuro comemorar o empate técnico com o candidato Geraldo Alckmin (PSDB), na pesquisa Datafolha divulgada ontem, que o levaria a um eventual segundo turno.

“É muito cedo para eu afirmar algo sobre o segundo turno, mas a expectativa é de muito otimismo”, afirmou o prefeito, após assistir ao desfile cívico do Dia da Independência, no Sambódromo (zona norte de São Paulo). O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), também assistiu ao desfile, mas evitou fazer qualquer comentário para a imprensa. A pesquisa Datafolha apontou a candidata Marta Suplicy (PT) na liderança, com 40% das intenções de voto.

Em seguida aparecem Alckmin, com 22%, e Kassab, com 18%. Como a sondagem possui uma margem de erro de 3 pontos porcentuais, tecnicamente o candidato tucano está empatado com o democrata. No histórico de quatro pesquisas anteriores, Kassab estava em terceiro lugar. Após o desfile, o prefeito Kassab seguiu para a Vila Prudente, para inaugurar um comitê de campanha.

Segundo Kassab, mais do que o empate técnico, o que o surpreendeu foi o nível de rejeição, que caiu de 26% para 24%. “Continuaremos com uma campanha propositiva, lançando propostas e desafios aos outros candidatos”, comentou o candidato, referindo-se aos embates de campanha que vem tendo com Marta Suplicy. “Ela governou a cidade há apenas quatro anos. É natural a comparação dos governos”, completou.

Segundo a assessoria de Alckmin, o candidato considerou que a variação das intenções de voto tanto dele quanto dos concorrentes Kassab e Marta ficaram dentro da margem de erro da pesquisa anterior e, por isso, não houve nenhuma novidade. Para Alckmin, a pesquisa do segundo turno é mais decisiva, pois mostra que, no momento, somente ele teria condições de derrotar Marta, já que a sondagem mostra um empate técnico entre os dois. Já no embate entre Marta e Kassab, a petista receberia 50% dos votos contra 43% do democrata. Alckmin ainda ressaltou que, apesar da queda do número de pessoas que não votariam em hipótese nenhuma em Kassab, o democrata possui rejeição de 24%, oito pontos porcentuais a mais do que o índice do tucano. A candidata Marta Suplicy (PT) afirmou ter ficado satisfeita com o resultado. “Os números mostram que consolidamos a campanha na faixa dos 40%”, disse ela, em reportagem publicada hoje no jornal O Estado de S.Paulo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: